quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Clima é de preocupação em Serra Grande


Serra Grande, Uruçuca, Bahia, 7. 02. 2011.
Sr. Prefeito de Uruçuca Moacir Leite Jr.
Nos dirigimos ao Senhor Prefeito de nossa comarca com o fim de com partilhar graves fatos acontecidos nos últimos dois dias passados e que achamos ser exemplos de condutas administrativas que merecem ser  erradicadas de nossa sociedade.
As principais lideranças sociais se encontram comprometidas em um processo de mobilização social estimulado por uma luta contra o crime ambiental representado pelo  Porto Sul, que o Senhor apoia, e pelo estudo de Planejamento Urbano-PRUA, que orientará a tendência de desenvolvimento sócio cultural e produtivo de nossa comunidade.
Nesses processos as Lideranças e comunidade percebeu que um dos principais problemas que estão impactando agressivamente a nosso ambiente natural e social é a invasão que estar ocorrendo na área do antigo loteamento da UNILISA, que agride a mata ciliar mais importante de nossa comunidade já que ela contém as nascentes do Rio Pancadinha que é um dos recursos naturais que prestigia o ambiente de nossa comunidade e alimenta a Represa de Serra Grande, coração da Vila.
Na margem urbana da Rodovia BA 001, é na frente da área mencionada, existe um espaço natural gravemente impactado, entre outros, por os prestadores de serviços da Prefeitura que em reiteradas ocasiões extraem terra é cascalho arrasando cada dia mais o entorno da mencionada mata ciliar.
Durante o dia sábado no percurso da manhã nos apresentamos no local para observar e tirar fotografias de aqueles procedimentos em flagrante.
O motorista da caçamba foi altamente agressivo, insultante e ameaçador com todos nos.
De imediato procuramos ao Sr, Administrador que achamos com você, Sr. Prefeito, em Sergi. O Senhor Binha, irmão do prestador de serviços da Prefeitura, manifestó que tinha mandado retirar uma caçamba de cascalho para consertar  uma vala no cemitério além justificar tal ação por conta de permissão outorgado por a entidade do Estado da Bahia que administra as Rodovias.( DERBA).
Ou seja,  a Prefeitura detona áreas frágeis, sem planejamento, nem obras de restauração ambiental, mediante procedimentos de Ética muito questionável para estes tempos de luta contra a corrupção e a defesa dos interesses da Comunidade.
Logo depois do acontecido começo uma perseguição violenta com encontros entre o dono da empreiteira que  ameaça nossa integridade com palavras como, ¨eu defendo meu  trabalho a vida ou morte¨ , ¨ você sabe como acabam os dedo duro ¨,  ambas manifestações mais outras expressões agravantes, som reflexo da impunidade e prepotência de quem trabalha ligados ao Poder público tradicional sem respeito por as leis, sem respeito por o bem público, sem respeito por as pessoas preocupadas por um desenvolvimento que respeite valores sociais superiores.
No dia da quarta feira, em horário a confirmar, o Sr. Procurador do Ministério Publico Estadual, Doutor Augusto, tem comprometida uma visita para conversar com as Lideranças da Comunidade sobre nossas lutas no qual desejamos convidar formalmente ao Sr. Prefeito  para que esteja presente com o fim de iniciar um processo de Justiça Restauradora tendente a estabelecer os mais importantes valores da Gestão Pública, o respeito, o consenso, é a ética administrativa.
Caso contrario, as fracturas, e luta de interesses, se aprofundaram perigosamente dando origem a denúncias e traumáticos processos de defesa dos Direitos Constitucionais,  produto de inadmissíveis e agressivos estilos  é costumes administrativas  ligadas a poderes políticos tradicionais na região  com estilos que já, a Sociedade toda, censura e desqualifica por sua alta ineficiência, falta de Justiça e corrupção.
Atenciosamente e com o respeito que o Senhor merece.
 
  Ricardo Zehnder. 

Conselher da Associação de Moradores da Represa e Beira Rio Pancadinha de Serra Grande e participante da rede de Associações de Serra Grande.
Me acompanham Joselita Machado e Marcel dos Santos Silva, ambos solidários desta carta.
 Participamos da Associação de Moradores da Represa e beira Rio Pancadinha de Serra Grande, A.M.B.R.R.
Do processo de evacuação e diagnóstico do PRUA.
Da luta contra o crime ambiental que representa o Porto Sul.


Resposta do Gabinete do Prefeito Moacir Leite.
Sr. Ricardo,

Gostaria de informar à Vossa Senhoria que o prefeito de Uruçuca apoia um projeto dos Governos Estadual e Federal, cujo processo está sendo alvo de análise nos orgãos ambientais responsáveis e competentes, portanto, peço que retifique sua colocação de que eu estou apoiando um crime ambiental.
Informamos também, que estamos apurando os fatos narrados por Vossa Senhoria, para que possamos tomar às providências que se fizerem necessárias. Quanto à reunião com o Ministério Público e Lideranças da comunidade, peço que faça um agendamento com nosso Gabinete( 73 32392098), que teremos o maior prazer em participar, sendo que neste exato momento já nos encontramos em Brasília para audiências com o Ministro das Cidades e o Ministro do Desenvolvimento Agrário, para tratar de assuntos do interesse do nosso município, com retorno previsto para sexta-feira.

Atenciosamente,

Moacyr Leite Júnior.
Prefeito Municipal  

Um comentário:

  1. Eu estive em Serra Grande nu última sexta feira dia 29 Sexta feira Santa para rever um terreno de 2 lotes que adquiri da Uniliza há quase 30 anos,paguei o Sr. Jailton antigo zelador da Uniliza para cercar a minha área, plantar coqueiros e visitei o terreno por duas vezes com a intenção de oficializar o fisco com a prefeitura, pórém, ainda não estava urbanizado. agora ao voltar lá novamente fui informado sobre a invasão.
    E as pessoas falam como se a gente que é propriétário deva recuar, pois os invasores são agressivos e não desejam que entremos na área.
    Preciso legalizar os meus lotes e poder construir o quanto antes. O que devo fazer e como proceder?

    Valmir Almeida
    Brumado -Ba.

    ResponderExcluir