segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Porto Sul uma realidade

Os protestos foram continuos durante a audiência
Foto: Jean Macêdo
Muitos contra, muitos a favor do Porto Sul
Foto: Jean Macêdo
O Presidente da Câmara de Vereadores de Uruçuca, Erivaldo Guimarães participou da audiência Porto Sul
Foto: Jean Macêdo

O Centro de Convenções de Ilhéus estava com um público registrado de aproximadamente 3.000 mil pessoas e nele se dividiu os que apoiam e os que são contra a instalação desse empreendimento na cidade de Ilhéus.

Na abertura das falações ficou claro o recado da governadoria quando diz que respeitará todas as normas técnicas e exigências de órgãos fiscalizadores mas, que o projeto vai avançar. Foi considerada uma ‘espetada’ quando foi dito que para contestar o projeto se faz necessário conhecimento e aí foi pedido atenção ao que foi mostrado para conhecimento e "entender melhor o projeto no seu todo". Em resumo a contestação festiva não tem espaço diante dos cuidados que estão sendo tomados.

No plenário, combinado ou não, as autoridades ocuparam pontos estratégicos. Aquelas da base de sustentação do governo do estado foram bem distribuídos no plenário e para onde se olhava lá estavam os "calçadores" das ações governamentais.

Quase duas dezenas de reuniões já aconteceram e os preparativos para a audiência pública demostrou que o governo do estado não veio para brincadeira.

Nas apresentações de cartazes e faixas pelos "do contra" a audiência pública não foi tão silenciosa como esperam os organizadores.

Em resumo nada de novo foi mostrado. Talvez essa massificação – das mesmas informações – vise dar naturalidade ao quanto dito e informado e se busca com isso deixar o projeto leve para assimilação da sociedade do sul da Bahia.

Enche os olhos a grandeza do mega empreendimento. Pelo que se observa na, seqüência da falação, o projeto se constitui na redenção econômica da região sul do estado. Entre descrentes e confiantes a atenção de todos foi o destaque principal dessa audiência pública.

Notadamente presentes estavam Carlos Costas, secretário estadual de Indústria Naval e Portuária, o presidente da Bamin, José Francisco Viveiros e o prefeito de Ilhéus, Newton Lima, o deputado estadual, Augusto Castro, o deputado federal, Geraldo Simões dentre outros.

Ozéias Gomes ao lado do bilionário joão Cavalcanti que é empresário do minério
Foto: Jean Macêdo

A presença mais notada foi do bilionário joão Cavalcanti que é empresário do minério e tem uma capacidade invejavel de agitar a mídia internacional com informações bombásticas sobre minérios no Brasil

Há três anos ganhou página inteira no prestigiado New York Times para contar o resultado da descoberta do cinturão de ferro de Caetité. Tanto minério que o colocou no clube dos bilionários internacionais, e dono de casa de R$ 15 milhões nos arredores de Salvador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CASAMENTO COMUNITÁRIO

O casamento comunitário reuniu 16 casais que se uniram oficialmente neste sábado (25), em Uruçuca, onde puderam finalmente realizar esse s...