quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Com paralisação das obras mutuários estão revoltados com a Verti e a Caixa



Mutuários do empreendimento Torres da Primavera, localizado no Jardim Primavera estão revoltados com a paralisação da obra desde maio deste ano e sem posição por conta da construtora Verti Ltda. de recomeço.
São 164 apartamentos em 3 torres e 139 mutuários que estão a cada dia vendo frustrado o sonho da casa própria. Segundo informações dos futuros moradores a obra vem sendo interrompida desde 2010.
O gerente de vendas Hildreti Barreto, 31 anos, que também é proprietário de um dos apartamentos, lamentou o descaso e disse que vem se preocupando com o abandono da obra que já apresenta rachaduras nas paredes e pilares comprometendo a segurança da construção.
"Muitos mutuários estão alimentando os seus sonhos há 4 anos com a construção que engloba 3 edifícios de 13 andares e é necessário que a Caixa Economica Federal (CEF) nos informe o que realmente pode acontecer", disse Hidreti.
O contabilista José Oliveira Reis Filho, "Duda Contador" informou a nossa reportagem que há um verdadeiro descaso e que todos os mutuários estão sendo lesados pela construtora e a caixa já poderia ter dado uma solução ao problema.
Parte dos mutuários estiveram reunidos na tarde desta terça-feira (09) em Itabuna e reuniram-se com o advogado contratado pelo grupo para que se possa tomar providências coletivas para solução dos problemas com a construtora Verti Ltda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CASAMENTO COMUNITÁRIO

O casamento comunitário reuniu 16 casais que se uniram oficialmente neste sábado (25), em Uruçuca, onde puderam finalmente realizar esse s...