quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Uruçuca: Município e Estado seguem parceiros para bom andamento da Educação



A situação das escolas na Bahia ainda é muito delicada. Não só as escolas públicas, como algumas escolas particulares entraram em greve no ano de 2013. Muitos servidores terceirizados também reclamam do atraso nos salários, um impasse que está em negociação com o Governo do Estado, que faz o repasse para as empresas terceirizadas. São 15 empresas terceirizadas que trabalham prestando serviço e devido a problemas nas contas e por não comprovação de obrigações previstas em contrato o dinheiro ficou retido. No momento estão sendo feito acordos e duas das quinze empresas já estão liberadas.
Segundo informações do governo do Estado, há 81 contratos com 15 empresas, envolvendo cerca de 15 mil empregados terceirizados. As faturas mensais desses contratos totalizam R$21 milhões, mas há empresas com mais de uma fatura em atraso. O estado alega que os contratos preveem condições para que os pagamentos sejam feitos e, sem a comprovação do atendimento desses condicionantes, não é possível pagar as faturas.
Em Uruçuca a situação é diferente, os funcionários terceirizados não entraram em greve. Os colégios estaduais, Carneiro Ribeiro e Antônio Cruz continuam funcionando normalmente. Segundo a diretora do Colégio Estadual Carneiro Ribeiro, Sônia Valéria, os 12 funcionários da empresa terceirizada continuam em seus postos. "A prefeitura municipal está dando todo suporte, que o nosso colégio necessita. Para isso cedeu dois professores e outros cinco funcionários municipais para suprir alguns setores. O secretário de educação, Fabrício Santos e a prefeita Fernanda Silva, quando necessitamos, tem apoiado sempre as nossas solicitações", disse Sônia Valéria.
ASCOM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CLASSIFICAÇÃO DO INTERMUNICIPAL 2017

GRUPO 1                     CLASSIFICAÇÃO  POS PON J V E D GP GC SG % CALDEIRÃO GRANDE 1 6 2 2 0 0 3 0 3 100.00 SENHOR DO BONFIM 2 4 2 ...