sexta-feira, 16 de maio de 2014

Uruçuca: Creas promoveu caminhada Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes















A Secretaria Municipal Ação Social através do Creas de Uruçuca promoveu nesta sexta-feira (16) caminhada de mobilização pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que acontece em todo Brasil no dia 18 de maio. A caminhada aconteceu com concentração na Praça Régis Pacheco e contou com a participação do Padre Bené Soares e do Pastor Ronissom Matos da 1ª Igreja Batista de Uruçuca. Para facilitar a participação da comunidade o grupo saiu da Praça Régis Pacheco com destino a prefeitura de Uruçuca, seguiu para o Fórum local e logo após encerrou na porta do Estádio Municipal Ferreirão.

A secretária municipal de Ação Social, Franceska Araújo, parabenizou o trabalho que vem sendo realizado pela equipe do Creas e explicou que a ação alerta a população sobre os casos e incentiva as denúncias. “Quando reunimos o maior número de pessoas em torno de uma causa, conseguimos obter mais sucesso no trabalho. O objetivo é incentivar que as pessoas denunciem casos de abuso e combater estas situações”.

A coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Uruçuca, Mariades Marreco, explicou que neste ano novamente o trabalho envolveu escolas, igrejas e órgãos municipais, estaduais e federais.

A presidente da Casa de Apoio ao Idoso, D. Marinalva Brandão  relatou sobre a necessidade de atos como esse. “É preciso abrir os olhos da população para que as nossas crianças e adolescentes se sintam e sejam protegidos”.


PROPOSTA:
Combater o abuso, a violência e a exploração sexual de crianças e adolescentes. Com o apoio dos representantes do poder público e sociedade civil em ato público alusivo ao Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado no dia 18 de maio.



HISTÓRIA:

Esta data foi instituída a partir da Lei nº 9.970, 17 de maio de 2000. Em 18 de maio de 1973, em Vitória (ES), uma menina de apenas nove anos de idade, chamada Aracelli Cabrera Sanches Crespo, foi vítima de rapto, estupro e acabou sendo assassinada por jovens de classe média alta. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune.



META:

Mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, tornando-se necessário garantir a crianças e adolescentes o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida.
ASCOM/PMU

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Resultado da 10ª Rodada do intermunicipal

Domingo,  08 de Outubro Caldeirão Grande 0 X 0 Conceição do Coité 15:00 Caldeirão Grande São Desidério 1 X 0 0  X  3 Sant...