terça-feira, 20 de junho de 2017

Forró Ticomia O Forró Ticomia, a mais tradicional festa de camisa do São João da Bahia, completa 30 anos nesta edição de 2017 e apresentará oito bandas para animar os milhares de participantes que ao longo desse período têm demonstrado fidelidade e paixão pelo evento. No dia 24 de junho, a partir do meio-dia, a Fazenda Eldorado, localizada a quatro quilômetros da cidade de Ibicuí, abrirá seus portões para celebrar a história de três décadas do Ticomia, com as bandas Saia Rodada, Mastruz com Leite, Cavaleiros do Forró, Lordão, Gabriel Diniz, Luan Estilizado e as duplas sertanejas Maiara & Maraísa e César Menotti & Fabiano. Este é o maior elenco a se apresentar nos palcos dessa fazenda de gado e promete mais de 12 horas de produção musical para embalar a festa junina que oferece bebidas e comidas all inclusive. A festa Ticomia começou em 1987, quando um grupo de estudantes de Agronomia e Veterinária da UFBA (Universidade Federal da Bahia) vinha passar férias em Ibicuí, a convite de colegas dos cursos, e resolveu ao lado dos anfitriões e moradores animados da cidade criar o que seria o primeiro Bloco “Ticomia”. A partir daí, o evento deu certo e se tornou o ponto alto do São João de Ibicuí, com grande sucesso na Bahia, e ganhando dimensão nacional com a vinda de pessoas de outros estados, atraídas pela tradição da cultura junina e a repercussão da qualidade dos serviços oferecidos. O produtor Lourival Dourado Filho, mais conhecido como Douradinho, destaca que o Ticomia tem como compromisso valorizar o forró e as raízes da cultura nordestina. Lembra que a ideia da festa surgiu com a intenção de manter a tradição junina e evitar que outros ritmos – como o ‘fricote’, à época – invadissem a temporada do São João na Bahia. E em Ibicuí, município que há 62 anos promove o São João mais original do estado, a festa encontrou o espaço ideal para celebrar a integração das pessoas que amam o ritmo forró, em clima de paz e alegria. Douradinho salienta que, durante o Encontro Nacional do Forró, realizado este ano na cidade de Cruz das Almas, foram apresentados dados que comprovam que as festas juninas se tornaram mais importantes economicamente para a Bahia do que o carnaval. Ele diz que a cultura junina se estende por todo o Estado e é uma comemoração marcante para a população da zona rural, que representa nossas raízes. “Em todo o mundo, quem for buscar suas raízes irá encontrá-las numa fazenda, num sítio, na zona interiorana. Por mais alta que a seja a árvore e sua grande copa, o seu sustentáculo será a sempre as raízes”, afirma o agrônomo Douradinho. Serviços - Para o promotor do Ticomia, uma das satisfações que a festa proporciona, por exemplo, é manter a parceria de décadas com os prestadores de serviço que colaboram com a produção e infraestrutura do evento. O casal Sara e Lourival Dourado trabalha o ano inteiro para aperfeiçoar o espaço da festa na fazenda Eldorado e proporcionar um serviço diferenciado de bebidas e comida típicas oferecido ininterruptamente durante o evento. Este ano, o conhecido “boi no rolete” será substituído pelo “porco no rolete”, mas será preparado e servido pela mesma equipe de profissionais do estado do Paraná. Além disso, haverá também churrasco, queijo coalho, acarajé e abará, crepe, beiju de tapioca com recheios, doces típicos do período junino, além de água de coco, caldo de cana, refrigerantes, batidas de frutas tropicais, cerveja, sorvete de cachaça, entre outros. A vila cenográfica instalada no lado oposto aos palcos, um dos pontos mais visitados do Ticomia, este ano recebeu calçamento de paralelepípedos, para ressaltar o charme das casinhas de taipa que servem doces típicos. A bodega do local disponibiliza licor, cachaça pura e com ervas, e tira-gostos variados de charque, mortadela, rapadura e bacalhau, com a animação de sanfoneiros e zabumba. A Skol continua como patrocinadora do Ticomia há quase trinta anos.



O artigo 9º da Lei de Responsabilidade Fiscal, parágrafo 4º,  determina que até o final dos meses de maio, setembro e fevereiro, o Poder Executivo deve demonstrar e avaliar o cumprimento das metas fiscais de cada quadrimestre, através de audiências públicas, anunciadas com ampla divulgação à população, de cada município. Até a presente data, não se tem notícia de que, o governo atual tenha cumprido essa determinação da lei.
No governo passado, as audiências, com as prestações de contas, foram estritamente cumpridas, dentro do prazo, durante os quatro anos e hoje já estamos no mês de junho e a população não tem conhecimento, nem anúncio público, de tal iniciativa pelo atual governo municipal.
A sensação que dá é que o governo de Uruçuca está igual a uma “barata tonta”, perdido na inabilidade administrativa, do atual gestor que, apoiou um deputado que só serviu para levar votos de eleitores incautos, de Uruçuca.
O gestor, com fama de Pinóquio, para justificar falta de projetos, disse em certa ocasião que a ex-gestora havia deixado o município inadimplente no CAUC, fato inverídico, tendo em conta que, se fosse verdade, não teríamos Casa de Parto, asfaltamento do centro da cidade, verba alocada para construção do PSF da zona rural, Portelinha, da escola Domingos Correia, dentre outros. Mas, a população tem conhecimento que, o governo Fernanda Silva recebeu o município das mãos dele, em situação de “terra arrasada”, quando deixou um passivo trabalhista de mais de 5 milhões de reais, por salários caloteados, não prestação de contas de PAA, PNAE, CRAS, CREAS, etc., além de débitos com fornecedores, aluguéis, contas de água, luz e telefone em atraso.
Na nova gestão, coloca algumas pessoas desqualificadas em pontos chave da administração municipal, como a Secretária de Saúde, onde a atual gestora, até o momento, não disse para que veio, a não ser desativar um equipamento importante, como a Casa de Parto, obrigando os filhos de Uruçuca nascerem em cidades circunvizinhas.
As audiências públicas realizadas, no governo anterior, eram acompanhadas por pessoas altamente qualificadas, como o ex-secretário de desenvolvimento social, José Nazal Soub, hoje vice-prefeito de Ilhéus; Antonio Calhau, controlador do município e professor de administração na UESC; Juscelino Costa da Silva, Contador, com vários títulos, incluindo mestrado e doutorado. Portanto, com essas qualificações, não precisa não precisa melhor apresentação, de quem fazia a transparência no Governo Fernanda Silva.

Forró Ticomia faz 30 anos e festa contará com oito bandas


Forró Ticomia
O Forró Ticomia, a mais tradicional festa de camisa do São João da Bahia, completa 30 anos nesta edição de 2017 e apresentará oito bandas para animar os milhares de participantes que ao longo desse período têm demonstrado fidelidade e paixão pelo evento. No dia 24 de junho, a partir do meio-dia, a Fazenda Eldorado, localizada a quatro quilômetros da cidade de Ibicuí, abrirá seus portões para celebrar a história de três décadas do Ticomia, com as bandas Saia Rodada, Mastruz com Leite, Cavaleiros do Forró, Lordão, Gabriel Diniz, Luan Estilizado e as duplas sertanejas Maiara & Maraísa e César Menotti & Fabiano. Este é o maior elenco a se apresentar nos palcos dessa fazenda de gado e promete mais de 12 horas de produção musical para embalar a festa junina que oferece bebidas e comidas all inclusive.

A festa Ticomia começou em 1987, quando um grupo de estudantes de Agronomia e Veterinária da UFBA (Universidade Federal da Bahia) vinha passar férias em Ibicuí, a convite de colegas dos cursos, e resolveu ao lado dos anfitriões e moradores animados da cidade criar o que seria o primeiro Bloco “Ticomia”. A partir daí, o evento deu certo e se tornou o ponto alto do São João de Ibicuí, com grande sucesso na Bahia, e ganhando dimensão nacional com a vinda de pessoas de outros estados, atraídas pela tradição da cultura junina e a repercussão da qualidade dos serviços oferecidos.

O produtor Lourival Dourado Filho, mais conhecido como Douradinho, destaca que o Ticomia tem como compromisso valorizar o forró e as raízes da cultura nordestina. Lembra que a ideia da festa surgiu com a intenção de manter a tradição junina e evitar que outros ritmos – como o ‘fricote’, à época – invadissem a temporada do São João na Bahia. E em Ibicuí, município que há 62 anos promove o São João mais original do estado, a festa encontrou o espaço ideal para celebrar a integração das pessoas que amam o ritmo forró, em clima de paz e alegria.

Douradinho salienta que, durante o Encontro Nacional do Forró, realizado este ano na cidade de Cruz das Almas, foram apresentados dados que comprovam que as festas juninas se tornaram mais importantes economicamente para a Bahia do que o carnaval. Ele diz que a cultura junina se estende por todo o Estado e é uma

comemoração marcante para a população da zona rural, que representa nossas raízes. “Em todo o mundo, quem for buscar suas raízes irá encontrá-las numa fazenda, num sítio, na zona interiorana. Por mais alta que a seja a árvore e sua grande copa, o seu sustentáculo será a sempre as raízes”, afirma o agrônomo Douradinho.

Serviços - Para o promotor do Ticomia, uma das satisfações que a festa proporciona, por exemplo, é manter a parceria de décadas com os prestadores de serviço que colaboram com a produção e infraestrutura do evento. O casal Sara e Lourival Dourado trabalha o ano inteiro para aperfeiçoar o espaço da festa na fazenda Eldorado e proporcionar um serviço diferenciado de bebidas e comida típicas oferecido ininterruptamente durante o evento.

Este ano, o conhecido “boi no rolete” será substituído pelo “porco no rolete”, mas será preparado e servido pela mesma equipe de profissionais do estado do Paraná. Além disso, haverá também churrasco, queijo coalho, acarajé e abará, crepe, beiju de tapioca com recheios, doces típicos do período junino, além de água de coco, caldo de cana, refrigerantes, batidas de frutas tropicais, cerveja, sorvete de cachaça, entre outros.

A vila cenográfica instalada no lado oposto aos palcos, um dos pontos mais visitados do Ticomia, este ano recebeu calçamento de paralelepípedos, para ressaltar o charme das casinhas de taipa que servem doces típicos. A bodega do local disponibiliza licor, cachaça pura e com ervas, e tira-gostos variados de charque, mortadela, rapadura e bacalhau, com a animação de sanfoneiros e zabumba. A Skol continua como patrocinadora do Ticomia há quase trinta anos.

Recrudesce a violência em Serra Grande, distrito de Uruçuca



A falta de atenção do poder público municipal, em Uruçuca, está deixando o distrito de Serra Grande totalmente sem proteção policial, com aumento assustador da violência.

A freqüência da quebra do carro, disponibilizado a polícia, virou rotina e em conseqüência, os marginais estão tomando conta, daquele paraíso turístico.
Os policiais que servem aquele distrito estão impotentes, sem poder coibir a prática dos delitos cometidos pelos meliantes. O pior que é os bandidos sabem quando o carro policial está quebrado, sem substituição e saem para praticar crimes contra a população e turistas.

Esta semana que, se finaliza, já houve assaltos na região Sargi e roubo de um carro no Pé de Serra, quando dois bandidos abordaram uma família de turista. Alguns policiais estão revoltados, pelo governante municipal, não se preocupar com a segurança pública naquele distrito.

No governo passado, quando havia problema no carro utilizado, pela polícia, era imediatamente substituído, a prova disso foi a baixa ocorrência, de violência, no período que, agora volta com força total, pela falta de compromisso do gestor, com a segurança.
Enquanto isso, segundo informações de moradores, a chefe do posto médico tem um carro locado à Secretaria de Saúde, onde o filho da mesma fica passeando do Sargi para Serra e vice-versa.

Será que o turista que teve o carro roubado voltará ou indicará alguém para visitar Serra Grande?

O site está à disposição de qualquer cidadão ou cidadã q

terça-feira, 6 de junho de 2017

Temer não terá a ajuda de Moro para anular as perguntas da PF



A corda aperta cada vez mais o pescoço de Michel Temer; o conspirador está cercado por todos os lados. Será difícil a ele, e também ao seu bando, resistir no cargo para se livrar da prisão.
Avançou no STF a investigação de Temer pelos vários crimes revelados: [1] obstrução de justiça, [2] corrupção, [3] prevaricação e organização criminosa.
No STF Edson Fachin aceitou a denúncia de Rodrigo Janot e autorizou a PF a colher depoimento de Temer sobre o conteúdo da conversa noturna e clandestina que manteve com o dono da JBS, Joesley Batista, no Palácio do Jaburu, a residência oficial.
Diga-se de passagem, Temer é a primeira autoridade máxima do Brasil a ser flagrada roubando e, por isso, submetida a tal vexame investigativo. Uma vergonha mundial.
Nunca antes, em toda a história do país – desde os os monarcas no período do Império, passando pelos ditadores e presidentes, em todo o período republicano – um agrupamento político exibiu tais traços de banditismo como o “governo de ladrões” [“cleptocracia”, em grego] de Michel Temer.
A PF preparou 84 perguntas para Temer. Desta vez, contudo, ele não poderá contar com a ajuda do juiz Sérgio Moro que, assim como Gilmar Mendes, é o melhor amigo-juiz que ele poderia ter.
Como o melhor advogado de defesa do Temer, por exemplo, em novembro de 2016 Sérgio Moro livrou Temer de responder 21 perguntas incômodas das 41 que Eduardo Cunha questionava-o sobre João Henriques e José Yunes, dois personagens centrais dos esquemas de propinas da camarilha.
Com exceção da renúncia do Temer, um gesto que teria efeitos instantâneos e benéficos para o país, todos os demais caminhos para o afastamento do usurpador demandarão ritos e tempos enormes, incompatíveis com a urgência requerida para o Brasil sair do caos no qual os golpistas o meteram.
Caso Temer relute em renunciar, é necessário um consenso nacional para pôr fim a esta verdadeira excrescência que empurra cada vez mais o Brasil para o precipício.
O PSDB, que foi agente ativo do golpe, segue sendo a principal fonte de sustentação do Temer, e será cobrado com juros por esta que já é a maior tragédia da história brasileira.
A única saída capaz de estabilizar o país é Fora Temer e Eleições Gerais Já.


Fonte:http://www.brasil247.com

CUT/Vox: Lula dá novo salto e ganharia com pelo menos 40%

Pesquisa feita pela CUT/Vox Populi entre os dias 2 e 4 de junho mostra que o ex-presidente Lula continua imbatível e se sobressairia com ampla vantagem se as eleições para presidente fossem agora. Já o senador Aécio Neves (PSDB-MG) que liderou um golpe contra o Brasil e contra Dilma Rousseff em parceria com o então vice-presidente Michel Temer (PMDB-SP), ambos denunciados por corrupção, está politicamente liquidado, aparecendo com 0% de intenção de voto.
O governo do golpista Temer, aprovado por apenas 3% dos brasileiros, é considerado culpado pelo desemprego que atinge mais de 14,5 milhões de trabalhadores e pela recessão que atinge especialmente a classe trabalhadora e os mais pobres.
Para 52% dos entrevistados pela CUT/Vox Populi, a vida piorou com Temer na presidência; 38% dizem que nada mudou e apenas 9%, que melhorou. A renda dos trabalhadores também sofreu um baque com Temer. 56% dizem que a renda diminuiu, 39% que não mudou, 4% que aumentou e 1% não soube ou não quis responder.

Lula chega a mais de 50% das intenções de votos
Intenção de voto espontânea
Lula vence em todos os segmentos

A solução para a maioria dos brasileiros é Lula. Se a eleição fosse hoje, Lula venceria o segundo turno do pleito com 52% das intenções de votos se o candidato tucano fosse Geraldo Alckmin (PSDB-SP), que ficaria em segundo lugar, com 11% dos votos. Se o PSDB resolver apostar no discurso da gestão marqueteira, Lula teria 51% dos votos no segundo turno e o atual prefeito de São Paulo, João Doria, 13%. Lula também ganharia de Marina Silva (Rede) por 50% a 15%. Contra Marina Silva (Rede), Lula teria 50% e ela 15%. Se o candidato for o Aécio, Lula sobe para 53% e Aécio teria 5%.
Lula também é imbatível nas consultas espontâneas sobre intenções de voto, quando o entrevistador não mostra nenhum nome na cartela.
O levantamento CUT/Vox Populi por essa metodologia aponta que 40% dos brasileiros votariam em Lula se a eleição fosse hoje – em abril o percentual era de 36%. Em segundo lugar, bem distante, vem Jair Bolsonaro (PSC) com 8% das intenções de voto – tinha 6% em abril. Já Marina Silva (Rede) e o juiz Sérgio Moro empatam em 2%.
Embolados em 5º lugar, com apenas 1% das intenções de voto aparecem Ciro Gomes (PDT), Joaquim Barbosa (sem partido), João Doria (PSDB), Fernando Henrique (PSDB) e Geraldo Alckmin (PSDB). Aécio Neves (PSDB) aparece com 0% de intenção de voto – em abril, antes da divulgação do grampo da JBS que envolve o senador em crime de pedido de propina, ele ainda tinha 3% das intenções de voto.
Se o candidato do PSDB for Alckmin ou Doria, Lula sobe para 45%. No cenário com Alckmin, o governador de São Paulo empata com Ciro em 4%, Bolsonaro sobe para 13% e Marina cai para 8%. Se a disputa for entre Lula e Doria, Bolsonaro cai para 12%, Marina sobe para 9%, Ciro para 5% e Doria atinge apenas 4% das intenções de voto.
A pesquisa consolida a ascensão de Lula como favorito para o próximo pleito. No voto espontâneo, o ex-presidente tinha 31%, em dezembro, 36%, em abril, e agora atinge a marca dos 40%. Já num hipotético segundo turno contra Alckmin, a vantagem foi de 45% da preferência dos votos, em dezembro, para 51%, em abril, e agora 52%.
Tem 48% das intenções de votos entre os jovens, 44% entre os adultos e o mesmo percentual (44%) entre os maduros. Quanto a escolaridade, 55% dos eleitores com ensino fundamental votam Lula, 40% ensino médio e 29%ensino superior. Quando separados por renda, o cenário se repete: votam em Lula 58% dos que ganham até 2 salários mínimo, 41% dos que ganham entre 2 e 5 mínimos e 27% dos que ganham mais de 5 salários mínimos.

A pesquisa CUT/Vox foi realizada em 118 municípios do Brasil de todos os Estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior. Foram entrevistadas 2000 pessoas com mais de 16 anos. A margem de erro é de 2,2 %, estimada em um intervalo de confiança de 95%
Fonte: http://www.pt.org.br/cutvox-lula-da-novo-salto-e-ganharia-com-pelo-menos-40/

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Cartórios extrajudiciais com novos endereços em Uruçuca


Cartório de Registro Civil
Já estão funcionando em novos locais, os cartórios extrajudiciais de Registro Civil, Tabelionato de Notas / Protesto de Títulos e Registro de Imóveis.
   O Cartório de Registro Civil está localizado na Rua Rui Barbosa, 341 (Em frente a casa de Zito Contador), sob o comando da Dra. Gracielle Veloso, advogada, com larga experiência de 15 anos, em cartórios, auxiliada por D. Cristina Veloso.

O cartório, modernizado e bem informatizado, oferece ao público
Website:
 www.cartorioveloso.com.br

Correio eletrônico - Email:
atendimento@cartorioveloso.com.br

Telefones: 
(73) 3239-3779 
(73) 99983-5133 (WhatsApp)

Drª. Gracielle Veloso, titular do Registro Civil

Na Travessa Pedro Calmon, 99, local onde funcionou a primeira agência do Banco do Brasil em Uruçuca, encontram-se o Tabelionato de Notas/Protesto de Títulos dirigido por Dra. Paula de Carvalho Souza, advogada, auxiliada por Yasmim de Assis Silva e Débora Silva Freitas, cujo endereço de contato é tabelionatourucuca@gmail.com e o Cartório de Registro de Imóveis que tem a direção do Dr. Eduardo Mazzaroppi, advogado, auxiliado por Marcelo Amaral de Souza.



Cartórios Tabelionato de Notas/Protesto de Títulos e 
Registro de Imóveis 
A Bahia foi o último estado da Federação a privatizar seus cartórios, o que exige um grande esforço para a melhoria de todo o sistema. Os titulares dos cartórios, aqui em Uruçuca, investiram fortemente na qualificação dos serviços, além de utilizarem recursos na reestruturação dos cartórios, oferecendo instalações modernas e informatizadas.

A privatização do sistema também fez com que o serviço possua um caráter mais empresarial, sendo, portanto, mais ágil e organizado.



Drª. Paula de Carvalho, titular do Tabelionato de Notas e
Protesto de Títulos

  
Dr. Eduardo Mazzaroppi, titular Registro de Imóveis





Minha Mansão, Minha Vida: Novo programa do governo acolhendo nossa gente

Prédio em construção
Aproximando-se os seis meses da nova gestão, sem por em prática, obras públicas de relevância, o prefeito de Uruçuca Moacyr Batista de Souza Leite Júnior realiza, em ritmo acelerado, a reforma e a ampliação de um imóvel junto ao estádio Antônio Ferreira (Ferreirão).

De acordo com os boatos que circularam na época, o imóvel foi comprado em nome de um  ex-secretário, no segundo mandato do atual prefeito e posteriormente transferido para a atual companheira dele, conforme informações.
Enquanto as obras pessoais vão de vento em popa, pacientes para ter acesso a marcação de exames, com poucas fichas disponíveis, tem que entrar numa fila às 19 horas do dia anterior, dormindo na porta do posto, ao relento. As gestantes voltaram a ter que viajar, a cidades circunvizinhas, onde nasce crianças, sem cidadania uruçuquense, pela não utilização da Casa de Parto, inaugurada no governo passado. Funcionários contratados sendo remunerados, com meio salário mínimo. Serviços essenciais precários em Serra Grande. Lixo sendo recolhido em caçambas inapropriadas, tanto na sede, quanto Serra Grande, apesar do contrato milionário.
Início da reforma
O que chama a atenção da população é que o prefeito, em mandatos anteriores, sempre deixou obras, pela metade, por desvios de recursos, cujos exemplos temos o Ginásio de Esportes, Praça da Bíblia, Praça Gilberto Moura, reforma de postos de saúde, etc. Como em oito anos de mandato, o prefeito conseguiu concluir, apenas, uma obra, com recursos federais (Posto da Manga), ele tenta esconder as realizações dos governos anteriores, tendo como exemplo maior, a retirada da placa de reinauguração da Praça Miguel Baracho, obra realizada, com recursos próprios, pela ex-prefeita Fernanda Silva. 
Pela falta de obras  e recursos, para tocar obras, o prefeito culpa a ex-prefeita de ter deixado o município inadimplente, como ele deixou em 2012. Ora, se o município estava inadimplente em 2016, como chegaram os recursos para obras do asfaltamento no centro da cidade, da Casa de Parto, da Escola Domingos Correia, do PSF da Portelinha, da Praça da Ciência, do Proassist, da finalização das obras do ginásio de esportes, dos equipamentos de fisioterapia? A realidade é que o deputado apoiado pelo prefeito, não tem compromisso algum  com o município, até porque, dizem que, pagou uma quantia significativa, para ter o apoio dele aqui. Ao contrário do deputado Valmir Assunção que, não pagou nada a ex-prefeita e trouxe a maior quantidade emendas, em todos os tempos, inclusive, deixou algumas para o atual governo, que possivelmente não terá aptidão, nem capacidade  para finalizar obras.
Esta é a triste realidade, de como o município de Uruçuca se encontra.

Serra Grande pede socorro

Um paraíso no sul da Bahia, Serra Grande, distrito de Uruçuca, vive neste ano, dias de abandono, desde o início do atual governo.

Resultado de imagem para serra grande uruçuca
Praia de Pé de Serra - Serra Grande/Uruçuca 
foto reprodução
Segundo moradores, a prefeitura está há três meses sem pagar a locação dos veículos que servem ao distrito. A saúde está sem carro para prestar socorro. Para ser atendido, por médico, no posto, o paciente tem que agendar. Funcionários desqualificados prestando serviços, tanto na educação, quanto na saúde. Ruas escuras, tomadas por mato, vez que, desde o início da atual gestão, não houve roçagem, nem troca de lâmpadas queimadas. A grama do campo de futebol foi aparada, pelos próprios moradores. O carro disponibilizado à polícia, depois de longo tempo quebrado, só há poucos dias foi consertado. Temos, ainda, um fato noticiado em nosso site, quando pela primeira vez, em Serra Grande, um veículo tombou dentro de uma rua do distrito, por falta de conservação.
Ruas em estado de abandono
Enquanto isso, o prefeito municipal vai passear em Brasília e para justificar a viagem, traz a notícia do projeto de uma escola, em Serra Grande que, segundo o ex-secretário de educação, Fabrício Santos, foi refeito e discutido intensamente, durante dois anos, no governo Fernanda Silva, quando houve modificações para adequação, de forma viabilizar a aprovação pelo FNDE. Inclusive, na época, arquitetos e membros da Natura afirmaram que o projeto estava tecnicamente pronto. Portanto, a justificativa do prefeito para a viagem à Brasília, não tem sustentação.As obras da escola nucleada Domingos Correia estavam sendo tocadas, no governo anterior. A empresa ganhadora da licitação não havia sido mudada, entretanto, em quase seis meses de  governo, a população de Pé de Serra e adjacências continua sem entender a descontinuidade da obra. Será que é pelo mesmo motivo da Casa de Parto, obra iniciada e inaugurada no governo Fernanda Silva?







Documento comprobatório de um projeto iniciado e concluído na gestão Fernanda Silva

Resultado da 10ª Rodada do intermunicipal

Domingo,  08 de Outubro Caldeirão Grande 0 X 0 Conceição do Coité 15:00 Caldeirão Grande São Desidério 1 X 0 0  X  3 Sant...